ESTÁGIO  SUPERVISIONADO

Curso Administração Geral

Curso Administração  c/ Habilitação em Informática

 

REGULAMENTO  FABAVI  VITÓRIA

Aprovado na reunião de Congregação Acadêmica de 03.02.2003

 

Coordenador:  Prof. Paulo Cezar Ribeiro da Silva

 

Vitória (ES)  - 2005

 

 

Título I

 

OBJETIVOS

 

Art. 1º  Este Regulamento tem os seguintes objetivos:

a)      Atuar como um instrumento de apoio e orientação aos alunos e ao Corpo Docente da FABAVI – VITÓRIA (Unidade Centro e Praia do Canto) quanto à disciplina Estágio Supervisionado no curso de Administração Geral;

b)      Orientar na formatação padrão a ser utilizado na edição dos Relatórios de Estágio Supervisionado;

c)      Apresentar os modelos dos documentos envolvidos na formalização e comprovação do Estágio Supervisionado e apresentação final dos Relatórios para conclusão do referido Estágio.

 

Título II

 

APRESENTAÇÃO

 

Art. 2º  Para obtenção do diploma de graduação em  Administração, o aluno deverá realizar um Estágio Supervisionado que tem como finalidade uma complementação acadêmica e é disciplinado e orientado pela Lei 6494 de 07 de dezembro de 1977, regulamentada pelo Decreto-Lei  Nº  87497 de 18/08/1982.

Art. 3º No âmbito do Curso Superior de Administração, oferecido pela FABAVI-SERRA, o Estágio Supervisionado é considerado disciplina curricular obrigatória de 300hs, a serem efetivadas durante os 7º e 8º períodos do Curso e é condição obrigatória para permitir ao aluno sua graduação.

 

Art.4º Somente terão validade curricular e aceitação para efeito de conclusão do Curso Superior de Administração, os Estágios Supervisionados que forem realizados segundo o Regulamento e a Metodologia a seguir descritas, bem como apresentarem ao seu final, os Relatórios  para conclusão de Estágio Supervisionado  de acordo com as instruções e apresentação aqui definidas e forem considerados aprovados, pelo professor Coordenador do Estágio e pelo Coordenador do Curso, que comporão a comissão examinadora. Na falta do coordenador do curso o mesmo será substituído pelo Coordenador Geral da FABAVI.

.

Art. 5º  Caso o aluno já tenha vínculo empregatício em uma Instituição, Pública ou Privada ou vínculo societário, será dispensado o contrato de Estágio, nos moldes da legislação pertinente, devendo o mesmo ser substituído por uma Declaração de Vínculo  Empregatício ou Societário(anexo 3) conforme modelo anexo, acompanhado de xerocópia autenticada da respectiva documentação comprobatória dessa situação, alem do relatório previsto na parte final do  Inciso II, Art. 20, que para a presente circunstância de exceção chamar-se- á  Relatório de Registro de Atuação Profissional .  

 

Art. 6º   O Estágio Supervisionado deve proporcionar ao aluno um contato direto com a realidade organizacional, pública ou privada, de maneira a que o mesmo tome conhecimento e consciência: da dinâmica e da complexidade organizacional; do grau de aplicabilidade do conteúdo teórico das disciplinas estudadas no Curso de Administração e de sua efetiva capacidade de exercitar o pensamento reflexivo, inquisitivo e formador de contextos de pesquisa e avaliação profissional, nos quais a visão crítica do Administrador se faz necessária na busca e na implementação de soluções para problemas que afetam o mundo organizacional.

 

Título III

 

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

Definição do Estágio

 

Art. 7º As atividades pertinentes a realização, acompanhamento/comprovação do Estágio Supervisionado serão executadas, de forma interativa, entre os alunos e o Professor Coordenador da disciplina Estágio Supervisionado, a saber:

I - A partir da definição da Área do Estágio, o aluno deverá apresentar um anteprojeto, (anexo 4) ao Professor Coordenador do Estágio Supervisionado explicitando:

a)      Þ Área da Administração e disciplinas curriculares abrangidas,

b)      Þ A área para realização do estágio supervisionado deverá ser indicada entre aquelas elencadas no Anexo 1 deste Regulamento – “Relação de Áreas de Concentração Definidas para a Realização do Estágio Supervisionado”.

Poderão ser indicadas até três áreas de correlação interdisciplinar.

c)      Þ Empresa/órgão Escolhido para realização do Estágio Supervisionado, que será  escolhido pelo próprio aluno.

d)      Þ Justificativa da Escolha da Área de Administração e da empresa/Órgão escolhido

e)      Þ Abrangência do Estágio

f)        Þ  A correlação com qual(is) disciplina(s), indicada(s) a partir da tabela contida no anexo 2    para Orientação e acompanhamento do Estágio Supervisionado.

g)      Þ Objetivos a Alcançar

 

II -  A partir da aprovação do anteprojeto , o aluno iniciará a elaboração do texto do Relatório de Registro de Estágio Supervisionado, desenvolvendo-o de acordo com as instruções técnicas e o acompanhamento do professor Coordenador, dentro de  sua área de atuação.

                                                             

Título IV

 

DESENVOLVIMENTO DO ESTÁGIO

 

Art. 8º A realização do Estágio Supervisionado, constituir-se-á na vivência prática do aluno na Organização escolhida e seu desenvolvimento com os assuntos administrativos e organizacionais dentro da área na qual se desenvolverá o Estágio Supervisionado, considerando-se a integração dos aspectos  econômico-financeiros, contábeis, comerciais, trabalhistas, legais e outros que se relacionarem, direta ou indiretamente com os mesmos.

 

Art. 9º O Estágio exigirá, do aluno, um expressivo exercício de aprendizado completado por um processo pessoal de desenvolvimento de soluções que contribuam para otimizar métodos e técnicas disponíveis no campo da Administração, aplicáveis em seu contexto de estudo.

 

Título V

 

NORMAS DE REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO

 

Art. 10.  No Titulo VII deste Regulamento, estão as normas a serem seguidas na elaboração dos diversos Relatórios para Conclusão do Estágio Supervisionado que se constituirão nas Diretrizes do Estágio.

 

Títulos VI

 

MÉTODO DE AVALIAÇÃO

 

Art. 11. Haverá 3 tipos de Avaliação:

Þ 2 Avaliações Parciais (sem conceito)

Þ 1 Avaliação Final (com conceito)

As Avaliações Parciais serão realizadas, ao longo da realização do Estágio Supervisionado, em datas previamente programadas nas quais, os alunos deverão entregar,  ao professor coordenador do Estágio o Relatório Parcial de Avaliação do Estágio (anexos 5 e 6 ).

 

Art. 12.  O aluno apresentará ao professor Coordenador os relatórios periódicos, bem como o relatório final, e o de Registro de Estágio Supervisionado em duas vias.

 

Art. 13.  Nas Avaliações Parciais (ambas sem notas), o professor Coordenador de Estágio Supervisionado orientará o aluno, quando for o caso, para:

a)      Atentar para o alcance dos objetivos pré-definidos;

b)      Erros de digitação e na revisão do texto

 

Art. 14. Ao final do Estágio Supervisionado, o aluno trará o Relatório Final de Avaliação do Estágio da organização onde estagiou, bem como  apresentará o seu “Relatório de Registro do Estágio Supervisionado” (inciso II, “in fine”, do Art. 20) para o professor Coordenador do Estágio Supervisionado .

 

Art. 15.  Na avaliação final da comissão examinadora a obtenção de dois conceitos “APROVADO” ensejará a aprovação do aluno na disciplina Estágio Supervisionado, enquanto que a obtenção de um conceito “REPROVADO”  obrigará o aluno, a repetir o Estágio Supervisionado .

Parágrafo Único – Desse resultado poderá, entretanto, o aluno recorrer ao Coordenador Geral da Fabavi, e somente será apreciado se interposto até o dia anterior a data prevista no calendário acadêmico para entrega dos resultados finais do semestre pelos  professores.

 

Art. 16.  Na Avaliação Final serão considerados os seguintes itens:

a)      Obediência às regras de elaboração do RELATÓRIO DE REGISTRO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO.

b)      Dedicação e assiduidade verificadas através dos relatórios parcial e dos contatos formais com o Professor Coordenador de Estágio Supervisionado.

c)      Avaliação do aluno-estagiário efetuada pela Organização em que o estágio for efetuado.

d)      Atingimento do objetivo proposto.

e)      Cumprimento dos prazos estabelecidos para entrega dos Documentos/Formulários e Relatórios.

Parágrafo Único – O quantitativo de documentos/formulários e Relatórios que porventura forem entregues  fora do prazo, não poderá exceder de cinquenta por cento dos compromissos de cada semestre(Estágio I e II), sob pena da reprovação prevista no Art. 15, ainda que tais entregas tenham sido deferidas pela subcoordenação local.

 

Art. 17.  A conclusão final do curso, bem como sua colação de grau ficará na dependência de sua aprovação no Estágio Supervisionado.

 

Art. 18. Os alunos que não tenham realizado o Estágio Supervisionado ou deixaram de apresentar quaisquer dos documentos/formulários e relatórios previstos neste Regulamento, também estão enquadrados na situação de reprovados na disciplina Estágio Supervisionado (I e/ou II, conforme for o caso).

 

Art. 19.  A avaliação do “Relatório Final de Avaliação do Estágio Supervisionado” é única e irrecorrível, não cabendo qualquer recurso ou pedido de revisão da nota obtida.

 

Título VII

 

Normas para elaboração dos Relatórios de Conclusão do Estágio Supervisionado

 

Art. 20. A conclusão do Estágio Supervisionado será apresentada sob a forma de relatório elaborado individualmente, seguindo o modelo apresentado no (anexo 7) deste Regulamento e nos itens abaixo:

 

I-  As datas limites são improrrogáveis para a apresentação dos Relatórios e são determinadas pelo Professor Coordenador do Estágio Supervisionado.

 

II-  O “Relatório Final de Avaliação do Estágio Supervisionado” além das informações solicitadas no formulário (anexo 7)  que deverão ser preenchidas pela Organização no qual o aluno realizou o referido estágio, deverá ser acompanhado de um Relatório de Registro de Estágio Supervisionado, a ser desenvolvido em capítulos, contendo as seguintes informações:

a)      Dados de Identificação do Curso e do Aluno

b)      Dados de Identificação da Organização na qual foi realizado. Estágio Supervisionado

c)      Histórico e caracterização da Organização (origens, Mercado, Produto / Serviços, etc.)

d)      Organograma Geral da Organização e, em detalhe, da Área Organizacional na qual o Estágio Supervisionado foi desenvolvido

e)      Objetivos, Atribuições Organizacionais e principais atividades da área na qual o Estágio Supervisionado foi realizado;

f)        Descrição das atividades que o aluno desenvolveu durante a realização do estágio;

g)      Avaliação descritiva/analítica:

      g.1- da contribuição que o Curso trouxe para a realização do estágio supervisionado;

     g.2- da contribuição que o estágio supervisionado trouxe para seu desenvolvimento Profissional ; e

     g.3-  da contribuição que o Estágio Supervisionado trouxe para o desenvolvimento da sua vida acadêmica.

§ 1º– A entrega fora de prazo de qualquer documentação ou relatório de estágio supervisionado só poderá ocorrer no local e mediante procedimento de praxe utilizado para solicitação de Segunda Chamada de prova das demais disciplinas curriculares. O deferimento, porventura obtido junto à subcoordenação local, terá efeito tão somente de recebimento da documentação e não alterará sua condição de atraso para os efeitos da avaliação prevista no artigos 15 e 16.

§ 2º - Para os alunos enquadrados na situação prevista pelo Art. 5º, onde se lê, estágio supervisionado, leia-se “atuação profissional”.

 

Art. 21.  O “Relatório de Registro de Estágio Supervisionado” deverá ter formatação normas ABNT e abrangerá, obrigatoriamente, todos o pontos  citados no Art. 20 retro. (a - g, inclusive).

 

Título VIII

 

METODOLOGIA DE AÇÃO

Orientação Geral para desenvolvimento das atividades  de Estágio Supervisionado

 

Art. 22. Em qualquer trabalho que tenha que ser desenvolvido, o elaborador deve responder as seguintes perguntas:

a)      o que fazer?

b)      por que fazer?

c)      para que fazer?

d)      como fazer?

e)      onde fazer?

f)        quando fazer?

 

Art. 23. Para obter satisfatoriamente respostas para estas questões, recomendamos que o aluno adote a seguinte METODOLOGIA de ação na realização do seu Estágio Supervisionado:

a) Escolha a Área com a qual mais se identifica, tenha aptidão profissional e a considere uma área potencial do trabalho profissional futuro.

b) Identifique suas limitações nesta área e suas necessidade de aprendizado.

c) Formule os objetivos, respondendo à questão: Para que fazer?

d) Leia o material selecionado, e faça uma interpretação e aprendizado sobre o que leu, isto é, as idéias contidas nesses documentos;

e) Faça uma análise e as correspondentes interpretações das informações coletadas frente a situação real que está sendo vivenciada;

f) Desenvolva o estágio supervisionado procurando correlacionar a teoria acadêmica com a prática empresarial;

g) Consulte o professor coordenador para dirimir dúvidas de interpretação ou conflitos de conceitos e aplicações práticas

h) Prepare os Relatórios  conforme solicitado e nos prazos estipulados;

i) Submeta o Texto a que se refere o inciso II, do artigo 7º , também a apreciação de outra(s) pessoa(s), a seu critério;

j) Revise e complemente após as sugestões/críticas recebidas;

l) Não esqueça: O Estágio Supervisionado é uma oportunidade para o aluno vivenciar na prática  a teoria aprendida em sala de aula.

Título IX

 

ATENDIMENTO AOS ALUNOS

 

Art. 24.  O Professor Coordenador do Estágio Supervisionado estará à disposição dos alunos nos dia e hora constante do cronograma elaborado a cada início de semestre letivo e divulgado antecipadamente aos alunos que receberão uma cópia do mesmo junto com o presente Regulamento, sendo que o atendimento será particularmente à necessidade de cada aluno, ocasião esta em que será efetuado o CONTROLE DE FREQÜÊNCIA.

Art. 25. O CONTROLE DE FREQÜÊNCIA servirá para registrar e acompanhar a evolução do Estágio Supervisionado do aluno e também para avaliar o seu grau de interação com a vida acadêmica. A presença do aluno na aula/reunião de acompanhamento com o Professor Coordenador de Estágio Supervisionado será obrigatória, pelo menos uma vez por mês.

Art. 26. Havendo necessidade e disponibilidade de tempo em função do atendimento aos alunos previstos, outros alunos poderão solicitar atendimento ao Professor-Coordenador do Estágio Supervisionado.

Título X

REGRAS PARA USO DO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA

 

Art. 27. Como se trata de desenvolvimento de atividade acadêmica, os alunos estão autorizados a se utilizarem dos computadores dos Laboratórios de Informática da FABAVI., nos seguintes termos:

I - O uso dos computadores para elaboração dos Relatórios comprobatórios do Estágio Supervisionado,  não poderá conflitar com os horários  regulares de aula.

II - Caso haja necessidade, deverá ser efetuada reserva antecipada de horários e obtenção de autorização junto ao Subcoordenador da Unidade.

III - Todo material necessário para o desenvolvimento do trabalho tais como: Disquetes e Formulários serão de responsabilidade dos alunos que se utilizarem dos equipamentos dos  Laboratórios de Informática.

IV - Caso ocorra danos nos equipamentos de processamento de dados dos Laboratórios que, comprovadamente, possam ser imputados a um determinado aluno, este arcará com as despesas efetivas da manutenção corretiva.

 

Título XI

 
RELATÓRIOS COMPROBATÓRIOS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

 

Art. 28 . Os relatórios comprobatórios do estágio supervisionado são os seguintes:

a)      Relatório Parcial de Avaliação do Estágio Supervisionado, que deverá ser elaborado duas vezes ao longo do estágio em datas previamente definidas, registrando o progresso do aluno na realização de seu estágio supervisionado

b)      Relatório de Registro de Estágio Supervisionado

c)      Relatório Final de Avaliação do Estágio Supervisionado- elaborado ao final do estágio e entregue em data previamente estabelecida e deverão registrar os resultados do estágio supervisionado, o grau de aprendizado percebido pelo aluno e sua avaliação pela Organização na qual desenvolveu o estágio supervisionado.

 

Art. 29.  Os referidos relatórios ficarão arquivados na pasta do prontuário do aluno, juntamente com o formulário “Indicador da área do Estágio do Estágio” (anexo 4);

 

Art. 30.  O aluno deverá obter na Segunda via dos relatórios - parcial e final – entregues ao professor coordenador do estágio supervisionado, seu visto e a data da entrega, para seu controle e documentação individual .

.

Art. 31. Quaisquer alterações nas datas ou prazos estipulados, mesmo devido a casos fortuitos ou de força-maior previstos em lei, somente poderão ser efetivadas pelo professor Coordenador de Estágio Supervisionado.

 

Título XII

 

FUNDAMENTAÇÃO LEGAL

 

 

Art. 32. Em termos da legislação que regulamenta o estágio supervisionado ou curricular, as principais determinações se encontram nos seguintes atos:

 

·        Lei nº 6.494, de 07/12/77:

Þ “Dispõe sobre os estágios de estudantes de estabelecimentos ensino superior e de ensino profissionalizante do ensino médio e supletivo, e dá outras providências.”

 

·        Decreto nº 87.497, de 18/08/82:

Þ “Regulamenta a lei nº 6494, de 07/12/77, que dispõe sobre os estágios de estudantes de ensino superior e de ensino profissionalizante do ensino médio e supletivo, nos limites que especifica e dá outras providências.”

 

·        Decreto nº 89.467, de 21/03/84:

Þ “Revoga dispositivo do regulamento da lei nº 6.494, de 07/12/77.”

 

·        Instrução Normativa nº 7 de 26/05/92, do Ministério do Trabalho e da Administração:

Þ “Estabelece normas com os requisitos mínimos necessários para sua realização no âmbito da Administração autárquica e fundacional.”

 

Art. 33. Os casos ou fatos omissos quando ocorrerem serão resolvidos pelo professor Coordenador do Estágio Supervisionado em conjunto com o Coordenador do Curso.

 

Art. 34. Este Regulamento entra em vigor a partir da data de sua aprovação pela Congregação Acadêmica e revoga o Regulamento de Estágio Supervisionado de junho de 2000, no que pertine a sua aplicação à Fabavi – Unidade Centro e Praia do Canto.

.
ANEXOS

 

Anexo 1 – Relação de Áreas de Concentração definidas para realização do Estágio                   Supervisionado.

Anexo 2 – Disciplinas para Orientação do Estágio Supervisionado

Anexo 3 – Declaração de Vínculo Empregatício ou Societário

Anexo 4 – Indicador da  Área do Estágio (anteprojeto)

Anexo 5 – Relatório Parcial de Avaliação do Estágio Supervisionado (1º)

Anexo 6 – Relatório Parcial de Avaliação do Estágio Supervisionado (2º)

Anexo 7 – Relatório Final de Avaliação do Estágio Supervisionado

 

Reunião da Congregação Acadêmica.(Aprovado)

Vitória- ES, 03 de fevereiro de 2003.

 

COORDENADOR GERAL DA FABAVI

Prof. Rogério Moreira Scheidegger

 

COORDENADOR DE ENSINO FABAVI- Unidade Praia do Canto

Prof. Manoel Carlos Rocha Lima

 

 

COORDENADOR DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO FABAVI –Unidade Praia do Canto

Prof. José Roberto de Oliveira